Uma noite de muita emoção e celebração em prol da luta contra o racismo, pela igualdade, dignidade, respeito e justiça! Assim foi a cerimônia de entrega do Troféu Raça Negra 2018.

Considerado o Oscar comunidade negra, o evento foi realizado em 19 de novembro, na Sala São Paulo, e reuniu artistas, ativistas, representantes do governo, dirigentes de empresas, imprensa e outras lideranças para discutir um tema urgente, que precisa ser combatido com todas as forças.

Para José Vicente, reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares, a primeira instituição de ensino do país voltada para o público negro e parceira da ONG Afrobras na promoção do evento; a celebração evidencia a luta e os avanços conquistados ao longo dos últimos anos. Ele lembrou, no entanto, que ainda são muitos os desafios a serem enfrentados, mas que estamos prontos: “Sim, nós estamos prontos para a luta, Sim, nós estamos prontos para honrar nossos ancestrais e, Sim, nós faremos o que estiver em nosso alcance para deixar um legado pra nossa futura geração. Pela 16 vez estamos juntos pra dizer que estamos aqui, estamos por ai e pra dizer que  lugar do negro é onde ele quiser, em qualquer lugar do planeta.”

Repetindo a parceria de alguns anos, o ator Eduardo Acaiabe, assinou a direção artística ao lado de Walmir Borges na direção musical da festa em homenagem ao rapper Mano Brown.

O rapper Thaíde e a atriz e escritora Kênia Maria conduziram brilhantemente a cerimônia. Entre projeções e intervenções artísticas que retrataram a situação de violência à qual os negros são submetidos no Brasil, personalidades eram chamadas ao palco para agraciar os homenageados com a estatueta de Zumbi dos Palmares.

Entre as presenças de destaque da noite estavam a deputada Benedita da Silva, a escritora Conceição Evaristo, Érika Januza (atriz), Martinho da Vila (cantor), Netinho de Paula (cantor), Sergio Loroza (ator), Rachel Maia, Veralinda Menezes (escritora), o advogado Humberto Adami (Presidente da Comissão Nacional da Verdade da Escravidão Negra do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil), o desembargador Lourival Ferreira, Carica (cantor), Monica Martelli (atriz e apresentadora), Francisca Rodrigues (Pró reitora da Faculdade Zumbi dos Palmares), a jornalista Joyce Ribeiro, dentre outros.

As mulheres negras que lutam por visibilidade foram representadas na noite por Marielle Franco, a vereadora morta a tiros no Rio, em março, junto com seu motorista Anderson Gomes, que se fez presente representada pela família, a mãe, o pai, a irmã, Anielle, e sua filhinha e a advogada Valéria dos Santos, que  foi presa e algemada no Rio, durante uma audiência, em pleno exercício de sua profissão. Ambas receberam o Troféu Raça Negra.

Um dos momentos marcantes da noite foi o ato histórico realizado na apresentação do rapper Dexter, que encenando a musica Diário de um Detento, trouxe a realidade das cadeias para o palco da Sala São Paulo.

O fechamento da noite ficou por conta do homenageado, Mano Brown: “Nasci do ventre de um pedaço da África. Tudo o que eu tenho vem da raça negra, que eu procuro honrar. Já prometi minha vida a essa causa negra. Eu que sempre falei muito, não consigo dizer mais nada a não ser: Obrigado, povo negro, por me fazer ser quem eu sou.” Assim, Brown, líder dos Racionais MC´s, agradeceu o Troféu Raça Negra! Uma grande festa tomou o palco da Sala São Paulo com todos os artistas no palco embalados pela musica negra!

Agraciados

Adama Dieng – Assessor especial do Secretário Geral da ONU para a Prevenção do Genocídio

Dias Toffoli – Ministro Presidente do Supremo Tribunal Federal

Fafá de Belém – Cantora

Gaby Amarantos – Cantora e Apresentadora

José Gregori – Jurista, Politico e Presidente da Comissão de Direitos Humanos da USP

Júlio César Meirelles de Freitas – Secretário de Educação Continuada, Diversidade e Inclusão – Representando o Ministro da Educação

Mano Brown – Rapper

Marielle Franco in memoria – Antônio Francisco da Silva Neto (Pai), Marinete da Silva (Mãe), Anielle Francisco da Silva (Irmã) e Mariah Silva dos Reis (Sobrinha)

Otávio Frias in memoria – Sergio Dávila – Editor-executivo do jornal Folha de S.Paulo

Reinaldo – O Príncipe do pagode – Cantor

Rilma Aparecida – Presidente do TRT da 2ª Região

Maria Inês Fini – Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep)

Teresa Cárdenas – Escritora, roteirista, atriz, bailarina e ativista social cubana

Valéria Lúcia dos Santos – Advogada

Luiza Trajano – Presidente do Magazine Luiza

Luis Carlos Trabuco – Presidente do Conselho de Administração do Banco Bradesco

Patrocínio:
BRADESCO
BANCO DO BRASIL
CAIXA ECONÔMICA
CAETANO
COCA-COLA
SANTANDER

Apoio:
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
SECRETARIA DA CULTURA DO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
UNIP – UNIVERSIDADE PAULISTA